Ou mudamos, ou será tempos difíceis


Há tempos o Japão vem tentando se recuperar economicamente, desde a crise financeira de 2008 que abalou o mundo até os desastres naturais ocorridos no arquipélago japonês.

Se você tem uma visão de que estabilidade no emprego, capacitação profissional e domínio do idioma não eram de suma importância para continuar a viver por aqui, precisará rever seus conceitos a respeito dessas afirmativas.

Em tempos de crise a ” lei de oferta e procura “ atinge mais a classe menos qualificada. A procura excede o número de oferta fazendo com que se desvalorize o salário e as empresas aumente as exigências, assim sendo os concorrentes menos qualificados passam a ter mais dificuldades de encontrar uma colocação no mercado de trabalho.

Dos últimos 10 anos para cá vem crescendo as exigências para preencher uma simples vaga de operador de máquinas, se antes era apenas necessário disponibilidade para fazer horas-extras e trabalhar aos sábados, hoje em dia já é exigido: habilitação japonesa, moradia própria e mínimo 30% de domínio do idioma, chegando às vezes a ser exigido qualificações como: carteira de empilhadeira e Tamakake (elevação e movimentação de cargas).

No dia 1º de abril de 2020 entrou em vigor a lei de reforma do estilo de trabalho que limita as horas-extras em 45 horas mensais, com isso o governo tem como objetivo de melhorar o bem estar e dar um equilíbrio entre a vida profissional e familiar dos trabalhadores, contudo os mais afetados vem sendo os funcionários não efetivos que possuem contratos de curto prazo, sem direito a bonificação e auxílios. (há também uma lei a respeito de equiparação de salário e bonificação, mas isso é um assunto para outro tópico que o farei em breve).

Em resumo, podemos imaginar que em um futuro próximo, mesmo que tenha uma retomada na produção (o que se mostra pouco provável) a vida dos estrangeiros não será mais a mesma, precisaremos quebrar algumas barreiras para poder evoluir, investir o tempo que não tínhamos em nós mesmo, aprender o básico do idioma e se qualificar para o mercado de trabalho a fim de que possamos ter um contrato de trabalho com condições melhores com: plano de carreira, bonificação e auxílios.

Sim, somos capazes !

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: